Código de Ética ou de Convivência é a descrição da conduta que se espera do aluno para consigo, com seus pares, superiores e ambiente escolar, nos seus quatro aspectos: sobre a ciência de seus direitos e dos seus deveres, para saber da importância de deixar de realizar algumas ações e também ao conhecimento das sanções, neste caso ao descumprir com seus deveres ou realizar ações proibidas. O Código de Ética é também chamado de Regimento Disciplinar, cujas orientações estão respaldadas no Regimento da Escola.

 

a) Direitos do Aluno - O aluno tem o direito de: votar e ser votado para Líder de Turma (6º Ano em diante); exclusivamente para os formandos do Ensino Médio, participar da “Saudade”, nas duas últimas semanas de aula; e por final, usufruir das oportunidades do processo educativo, dos espaços da Escola e o serviço que lhe é prestado e ter tratamento disciplinar segundo este Código de Ética;

 

b) Deveres do aluno - O aluno deverá:  pagar taxa respectiva para realização de 2ª prova, se faltar na realização da 1ª; solicitar que os pais escrevam na Agenda Eletrônica o motivo da falta às aulas, da ausência em dias de avaliações e da desuniformização, bem como deles solicitar atendimento aos pedidos especiais da Escola; comparecer regularmente e pontualmente nos dias de aula; levantar-se, quando adentrar na sala uma pessoa importante ou autoridade; chamar o professor de “Professor”, jamais pelo seu nome próprio; ser assíduo; cuidar do seu material; ressarcir os prejuízos causados à Escola ou fora dela; cooperar na ordem, silêncio, higiene e limpeza; comparecer à Escola uniformizado segundo o Padrão de Uniformização, inclusive nas aulas de reforço, no outro turno; ao primeiro sinal da campainha dirigir-se à fila e, ao 2º sinal, permanecer em silêncio; apresentar-se ao professor no dia do retorno às aulas (caso afastado por doença ou solicitação dos pais) para realizar as avaliações ou trabalhos solicitados pelo professor; reservar o banco (que está sobre o eixo das rodas posteriores do ônibus) para o assento do Prof. Responsável nas Viagens de Estudo; informar os pais das comunicações da Escola; solicitar permissão para realizar qualquer ação ou atividade não prevista no planejamento da Escola; apresentar o amigo ou conhecido (contudo, pessoa não conhecida à Instituição) que se encontra em frente da Escola aos operadores do Serviço de Portaria, bem como solicitar ao amigo que deixe de estar na frente ou proximidades da Escola, cujo pedido auxilia na segurança preventiva da Instituição;  preocupar-se e demonstrar interesse com o que pertença ao desenvolvimento da aula; tratar a comunidade escolar com cordialidade e respeito;  respeitar e cumprir as normas do Regimento da Escola e deste Código; preservar  a ética estudantil, a moral e os bons costumes; zelar pela segurança do próximo e da Instituição;

 

c) Proibições ao Aluno - O aluno não poderá descumprir com seus deveres e também não poderá: acrescentar ou retirar partes, rasgar, pintar ou escrever no uniforme escolar; namorar, beijar ou andar de mãos dadas; brigar; consumir entorpecentes, bebidas alcoólicas ou cigarro; chamar o colega de apelido; praticar o bulling; permanecer durante o intervalo na sala de aula ou corredores; emprestar seu material; entrar ou sair da sala sem autorização do professor; entrar na Escola sem uniforme completo;  usar ou vestir modismos, a exemplo de cabelo comprido e descuidados, nos meninos;  brincos, extensores de orelhas, piercing, cabelo descuidado com apliques ou com cores ou cortes diferenciados; vestir capuz e boné; trazer e andar de skate e de bicicleta na Instituição; estar de posse de muito dinheiro, camisetas de clubes esportivos, insígnias partidárias, armas, objetos perigosos, aparelhos eletrônicos, revistas ou outros objetos valiosos; manipular em sala de aula equipamentos eletrônicos sem a permissão do professor; escutar rádio ou música na sala de aula ou nas dependências da Instituição; realizar rifas, sorteios, bingos, ação entre amigos ou amigo secreto; realizar compras, vendas e trocas de serviços ou produtos;  comprar alimentos na lancheria durante as aulas;  mascar chiclé, comer, beber; executar com improbidade os trabalhos escolares no interior da sala de aula; prejudicar ou danificar o patrimônio da Escola; utilizar-se de alimentos (farinha, ovos, ...) para festejar o aniversário de colega; rasurar boletins e outros documentos da vida escolar; realizar publicidade para quaisquer tipo de empresa quando de posse do uniforme escolar; envolver a Escola, seu nome, propriedade ou atividade sem a autorização expressa; participar de manifestações contestatórias quando de posse do uniforme; promover perturbação da ordem estabelecida ou falta coletiva; praticar atos ofensivos ao decoro, à moral e aos bons costumes; praticar atos de violência, levantar injúria, desrespeito, calúnia ou má fama à colegas, professores, assistentes administrativos e Direção; promover ou participar de movimento de hostilidade ou desprestígio à Instituição ou às pessoas que nela trabalham, inclusive por meios eletrônicos, pelo uso internet e páginas sociais e de telefones celulares;

 

d) Sanções ao Aluno - No descumprimento de seus deveres e/ou na prática das proibições, serão aplicadas quaisquer das sanções que seguem: repreensão verbal; atribuição de qualquer nota pelo professor (se deixar de realizar trabalhos e avaliações quando do seu retorno por afastamento de doença ou solicitação dos pais); atribuição de nota 00 (zero) à avaliação que tenha se utilizado de situação fraudulenta (“cola”); recolhimento de vestimenta ou de materiais de porte desautorizado; suspensão as aulas, de 01 a 07 dias, pela reincidência na impontualidade e/ou desuniformização; suspensão das aulas e demais atividades esportivas e culturais oferecidas pela Escola, com perda de todos os seus direitos neste período; suspensão das atividades extra-classe oferecidas pela Escola; e cancelamento da matrícula e exclusão;

 

  1. e) Outras orientações éticas - Os meninos devem ser cavalheiros com as meninas; o espírito de equipe deve prevalecer, pois o erro de um prejudica a todos; os colegas com maior habilidade devem oferecer auxílio àqueles de menor habilidade; agir de forma que amigos e colegas sejam cada vez mais próximos e semelhantes; o que deve prevalecer entre maior e o menor, entre o mais velho e mais novo, entre comandante e comandado, é o respeito; doar seu uniforme para outro aluno ou para a Escola, para que possa doar a outros que dele necessitem, é uma nobre atitude;

 

  1. f) Erro – 1/Se você fizer algo errado, diga que foi você que o praticou, bem como assuma a responsabilidade pelas consequências do erro; 2/se você perceber que alguém está fazendo algo errado, não imite o procedimento; 3/aluno não dedura aluno, mas aquele que vê um colega fazendo algo errado deve tomar as seguintes atitudes: a) peça que o colega cesse esta ação e informe que se responsabilize pelas consequências do erro; b) se o colega não te atender, chame mais dois colegas para convencê-lo para que interrompa a ação errada, bem como a repare; c)se ele ainda deixar de atender ao vosso pedido, levem o caso adiante, para o professor ou para a pessoa responsável por este grupo de alunos. Importante: no momento em que você se cala quando presencia um erro, é porque concorda com o mesmo; quando perceber que alguém está cometendo um erro, e depois solicitar para que esta pessoa deixe de praticá-lo, levar o caso às instâncias superiores (caso ela continuar a praticar o erro) não significa “dedurar”; ao contrário, é uma atitude responsável, madura, correta e cristã;  lembre-se que você está num ambiente público e que as paredes “tem ouvidos e olhos”, e “dia mais, dia menos” o erro será descoberto, e você, que estava sabendo do caso e ficou calado, poderá ser também responsabilizado; se você ver alguém (de maior idade ou com maior autoridade) realizar algo errado, somente neste caso fale do erro para a pessoa superior a ela;

 

g) Dicas para evitar as dificuldades - (1) Se alguém te incomoda, “não dê bola”;  (2) Se, novamente, esta mesma pessoa te incomoda, afaste-se dela;   (3) Se, pela 3ª vez, a pessoa te incomoda, fale gentilmente com esta pessoa (naquele lugar onde costumeiramente acontece o problema), perguntando o motivo pelo qual esta pessoa te incomoda;  (4) Se, por final, continuar a amolação, faça o seguinte: a/convide uma pessoa que está hierarquicamente superior a vocês dois e pelos quais ambos tenham respeito (se for na escola, pode ser um professor; se for em casa, ou pai/mãe/avós) e solicite que ela seja a mediadora da questão. Outras orientações: talvez você não perceba, mas pode ser que a pessoa que te incomoda quer chamar a atenção, ser teu amigo, e também receber o carinho que ofereces para as outras pessoas; responder a uma provocação por palavras, gestos ou atitudes é rebaixar-se para uma atitude vergonhosa (“nunca devolva a pedra que te jogaram”; “o que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem – Mateus 15.11); nunca dê motivo para qualquer pessoa te incomodar; esteja afastado de ‘situações-limite” podendo ser próximo de brigas, conflitos, e de pessoas que promovem a confusão ou são mal comportadas;   “Se teu irmão pecar, vai argui-lo entre tu e ele só ... Se, porém, não te ouvir, toma ainda contigo uma ou duas pessoas, para que, pelo depoimento de duas ou três testemunhas, toda palavra se estabeleça. E, se ele não os atender, dize-o a igreja; e, se recusar ouvir também a igreja, considera-o gentio e publicano”/Mateus 18.15-17; “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo”/8o Mandamento; “critique reservadamente, elogie publicamente”;

 

h) E, finalmente - As regras são as mesmas para todos os alunos; por isso não existe a alegação de que “estão pegando no meu pé”;  o aluno da São Marcos deve dar exemplo, porque “a quem muito se dá, muito será exigido”;  “Nossa geração não lamenta tanto os crimes dos perversos quanto o estarrecedor silêncio dos bondosos”/Martin Luther King; “Aliás, é bom submeter todas as plantas à prova do vento, do granizo, do trovão e do relâmpago: por isso se diz que são as regiões açoitadas por ventos e relâmpagos que produzem a madeira mais forte”/Comenius;  “Quando proclamar seus direitos, não esqueça de suas responsabilidades”/Gilcler Regina; “Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi-o com espírito de brandura; e guarda-te para que não sejas também tentado”/Gálatas, 6.1; “Ninguém pode feri-lo sem seu consentimento”/Eleanor Roosevelt; “A disciplina deve ser exercida contra quem erra, mas não porque errou (o que foi feito, feito está), mas para que não erre mais. Portanto, deve ser exercida sem paixões, ira, sem ódio, mas com simplicidade e sinceridade, de tal modo que mesmo aquele a quem for aplicada perceba que é para seu bem e que é ditada pelo afeto paterno de quem tem a responsabilidade de guiá-lo”/Comenius.

Fale com a São Marcos

Rua Dr. Mário Totta, 260 - B. Americana - Alvorada RS - CEP 94820-400

  • dummy (51) 3483.7195 - 3483.4621 - 3442.9378 - 3411.6982

  • dummy ouvidoria@saomarcos.br

Search